PNL – para Viver melhor

PNL, ao serviço da qualidade dos pensamentos

A PNL  – Programação Neuro Linguística é uma disciplina iniciada nos anos 70 na Universidade de Santa Cruz, Califórnia, tendo começado com a observação e modelagem de terapeutas famosos como Milton Erickson e Virgínia Satir. A curiosidade dos pioneiros da PNL pode resumir-se nesta pergunta: “Qual é a diferença que faz a diferença no comportamento das pessoas que são bem-sucedidas?”

Numa frase, a PNL estuda a nossa mente para descobrir o que a faz funcionar eficazmente. A partir daí, cria modelos e técnicas práticas com uma enorme gama de aplicação.

Nós, seres humanos, somos dotados de um cérebro poderoso do qual não temos um manual de instruções. De certa forma, é isto que a PNL pretende dar: um manual de utilizador para o nosso cérebro e para a mente.

As ferramentas da PNL podem melhorar, por exemplo, a forma como nos relacionamos, como lidamos com as nossas emoções, como comunicamos, como criamos hábitos e estratégias e alteramos comportamentos. Deste modo, podemos melhorar os nossos resultados profissionais, a nossa vida familiar e amorosa ou até a nossa performance num desporto que pratiquemos.

Mas afinal do que se trata?

Acredita que está em contacto directo com a realidade e sabe mesmo o que se passa no mundo? A verdade é que entre nós e o mundo que nos rodeia, existem vários filtros criados pelas limitações dos nossos sentidos e pela forma como interpretamos as nossas percepções.

Basicamente, a nossa mente omite muita informação disponível, generaliza conceitos e crenças e cria interpretações sobre os acontecimentos. Na medida em que são simplificações filtradas e influenciadas pelos nossos sentimentos, estas interpretações são inevitavelmente distorcidas.   

Ao longo da vida, vamos acumulando pequenos mapas que nos ajudam a navegar dentro daquilo que é a nossa realidade. Na prática, podemos dizer que estes mapas são uma colecção de crenças – aquilo que julgamos saber sobre nós, sobre os outros, sobre o mundo e como nos comportamos e relacionamos.
Uma vez criados, estes mapas tornam-se filtros que condicionam a forma como lidamos com a realidade.

A PNL ajuda a recuperar a informação perdida pela acção desses filtros, permitindo-nos criar pensamentos e ideias que funcionam como mapas do mundo mais completos e funcionais. A partir daqui, podemos desenvolver estratégias de comportamento mais eficientes e gratificantes.

O que queremos, acima de tudo, é usufruir de estados de qualidade. Sentimo-nos bem. Contentes, gratificados, felizes.

A PNL sustenta que a forma como nos sentimos depende da nossa atitude somática e da qualidade do ‘filme’ que passa no teatro da nossa mente.

Um praticante de PNL aprende a melhorar o seu estado interior e a criar melhores modelos do mundo usando várias ferramentas:

Na PNL, trabalhamos com modelos que consideramos úteis para descrever e transformar a realidade. Um exemplo é o dos Níveis Neurológicos, criado por Robert Dilts, que indica que nos desenvolvemos em diversos níveis, desde o ambiente em que vivemos até à conexão que sentimos com o universo, a espiritualidade e tudo o que nos transcende.

Nós somos mais felizes e conservamos mais energia se estivermos alinhados nos vários níveis da nossa existência. Sentimo-nos melhor quando as nossas convicções e valores estão de acordo com as nossas capacidades e estas suportam o nosso comportamento sobre o mundo exterior. Sabemos que somos um ser único e individual com valores que nos motivam e temos uma sensação de pertença a algo maior que nós. A identidade está também ligada à ideia de termos uma missão neste mundo.

A origem da inquietação, mas também do progresso humano é que raramente ficamos satisfeitos com o nosso estado actual. Estamos permanentemente à procura de atingir um estado desejado. Para este efeito, precisamos de activar e procurar recursos e resolver impedimentos e limitações.

Sabemos que as maiores limitações são as que nos impomos a nós mesmos sob a forma de crenças negativas sobre as nossas possibilidades e sobre o nosso merecimento. A PNL desenvolveu vários métodos para abordar e transformar estas crenças de forma a libertar o acesso aos nossos recursos inconscientes e activar todo o nosso potencial.

O campo de aplicação é vasto – abrange todas as actividades humanas que envolvam comunicação interna e externa. A PNL é cada vez mais usada no coaching mas também em liderança, desenvolvimento pessoal e profissional, liderança, vendas, ensino, terapias, etc…

Quem pode beneficiar dos efeitos transformadores da PNL? A resposta é simples: todos, incluindo o leitor deste artigo!
Como?
Além de leitura de livros e artigos, há dois métodos mais eficazes: obter formação ou fazer consultas de coaching com PNL. Para ambas as opções, pode contar com a equipa Voar a Cores, naturalmente. As consultas de coaching com PNL costumam dar resultados rápidos, e a formação oferece a vantagem de o ajudar num processo de revisão dos seus comportamentos, estratégias e processos mentais, para uma verdadeira transformação de vida.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on skype
Share on pinterest

2019 © Todos os direitos reservados por Voar a Cores.

Design by DWSI